XP/Ipespe mostra Lula e Bolsonaro empatados com 29% cada

XP/Ipespe mostra Lula e Bolsonaro empatados com 29% cada

16:13 - Na disputa pelo segundo turno, o petista tem 42% das intenções de voto e Bolsonaro, 40%

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparecem empatados na liderança da disputa pelo Palácio do Planalto em 2022, com 29% das intenções de voto cada, segundo pesquisa XP/Ipespe.

O levantamento, divulgado na tarde desta terça-feira, reforça as projeções de um cenário eleitoral polarizado entre Bolsonaro e Lula. O ex-governador Ciro Gomes (PDT) aparece com 9% e o ex-ministro Sergio Moro (sem partido), com 8%.

Na sequência vem o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), com 5%. O exministro Luiz Henrique Mandetta (DEM) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tem 3% das intenções de voto cada. Guilherme Boulos (Psol), que já se candidatou a presidente em 2018, tem 2%.

Entre os entrevistados, 14% disseram não saber em quem irão votar ou não quiseram responder. A margem de erro da pesquisa é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O resultado da pesquisa é semelhante ao registrado no início de março. Na ocasião, Bolsonaro tinha 27% das intenções de voto e Lula, 25%. No fim daquele mês, o atual presidente oscilou para 28% e o petista passou à frente numericamente, com 29%. Agora, ambos estão com os mesmos 29%.

Segundo turno

Na disputa pelo segundo turno, Lula e Bolsonaro também estão empatados dentro da margem de erro, mas ex-presidente está à frente numericamente. Lula tem 42% e Bolsonaro, 40%.

Em um cenário de disputa no segundo turno entre Bolsonaro e Ciro, os dois também estão em empate técnico, mas com ligeira vantagem numérica do presidente, com 39% ante 38% do pedetista.

Em uma eventual embate direto contra Moro, Bolsonaro tem 32% e o ex-ministro de seu governo, 30%. O presidente tem desempenho melhor que seus adversários nos cenários em que disputaria o segundo turno contra Huck (38% a 34%), Boulos (40% a 31%) e Doria (40% a 31%).

Se o segundo turno fosse entre Lula e Moro, o petista teria 40% e o ex-ministro de Bolsonaro, 37%.

Para a pesquisa XP/Ipespe, foram realizadas 1.000 entrevistas de abrangência nacional, entre 4 e 7 de maio.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino