AGNU  ●  Coronavirus  ●  Islas Malvinas  ●  Mercosur  ●  Mercosur-UE  ●  Venezuela

´Venceu a verdade´, afirma presidente

´Venceu a verdade´, afirma presidente

Temer divulga vídeo em redes sociais um dia após Câmara barrar segunda acusação formal da PGR; peemedebista diz que ´agora, é avançar´

Temer divulga vídeo em redes sociais um dia após Câmara barrar segunda acusação formal da PGR; peemedebista diz que ´agora, é avançar´

No dia seguinte da votação que suspendeu a denúncia por obstrução da Justiça e organização criminosa, o presidente Michel Temer divulgou um vídeo no qual afirma que a `verdade venceu` e que agora é hora de focar no crescimento do País. Na peça, divulgada pelas redes sociais, o presidente disse que durante toda a tramitação da denúncia dedicou parte de sua agenda no corpo a corpo com os parlamentares, agradeceu a cada `deputado e deputada` que ajudou a barrar a denúncia por 251 votos a 233.

`O Brasil é sempre maior do que qualquer desafio eficou ainda mais forte depois de ter suas instituições testadas de forma dramática nos últimos meses. No fim, averdade venceu. Prevaleceram as garantias individual s einstitucionaisdanossaConstituição`, disse o presidente.

Temer, que terá o desafio de reorganizar sua base aliada, focou boa parte de sua mensagem natentativade imporuma agenda de retomada da economia e prometeu fazer `ainda mais`, `com a ajuda do Congresso`. `Quero até aproveitar para agradecer às deputadas e aos deputados que na votação de ontem (anteontem) reafirmaram o compromisso comigo e com o nosso governo`, disse.

Conforme antecipou o Estado no domingo passado, Temer reforçou o bordão de que `agora, é avançar`. `Atodos que mantêm afé no Brasil, ahora é agora. É hora de transformar o País e superar nossos desafios. Agora, é avançar. Vamos continuar a trabalhar, com determinação.`

Como faz rotineiramente nos discursos, o presidente destacou os indicadores macroeconômicos, como a redução da inflação e dos juros desde que assumiu o Palácio do Planalto após a cassação de Dilma Rousseff. Temer afirmou que seu compromisso é tornar o País ainda mais respeitado para atrair investidores. `Anormalidade do País nunca foi afetada e agora prossegue ainda mais forte. Averdade dos dados econômicos revela a face real do meu governo`, afirmou.

Suposta crise. À tarde, em um 4 evento restrito a autoridades, e transmitido nas redes sociais do Vitória `O Brasil é sempre maior do que qualquer desafio e ficou ainda mais forte depois de ter suas instituições testadas de forma dramática nos últimos meses. No fim, a verdade venceu.` Michel Temer PRESIDENTE DA REPÚBLICA presidente, Temer afirmou que o País não parou e classificou como `suposta crise política` os reflexos das denúncias - a primeira, por corrupção passiva, foi derrubada em agosto e a segunda, porobstrução da Justiça e organização criminosa, anteontem. O ex-procurador-geral Rodrigo Janot embasou as acusações nas delações de executivos do Grupo J&F e do corretor Lúcio Funaro, apontado como operador do PMDB.

`Assumimos o País com recessão e caminhamos de tal forma que neste momento, vejam que nestes últimos cinco, seis meses, sem embargo de uma suposta crise política, que penso tenha final no dia de ontem, (anteontem) o Brasil não parou`, disse Temer, ao lado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de quem ele tenta se reaproximar.

Na cerimônia, na qual anunciou que a Caixa Econômica Federal destinou R$ 652 milhões para obras no Rio, berço político de Maia, Temer fez afagos ao parlamentar. `Aliás, me lembrou muito bem o Rodrigo que, estando eu no exterior, ele teve, digamos assim, a alegria patriótica, já que é do Rio de Janeiro, de assinar o projeto de recuperação fiscal, a autorização para a recuperação fiscal do Rio de Janeiro`, disse.

Temer tenta uma reaproximação com Maia após uma escalada de tensão entre os dois nos períodos que antecederam as votações das denúncias. Em entrevista ao blog do j ornali sta Josias de Souza, do LIOL, Maia defendeu uma reforma ministerial para que Temer recomponha a suabase. `Tem muitos partidos demandando isso`, disse.

Temer tenta fazer pacto com Maia para aprovar reformas Pág. B3 Barroso intima PF a formular perguntas para peemedebista 0 ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), intimou a Polícia Federal para formular perguntas que deverão ser encaminhadas por escrito ao presidente Michel Temer no inquérito no qual o peemedebista é investigado por suspeitas em um decreto relacionado ao setor portuário.

Temer optou por não depor pessoalmente, e sim apresentar respostas por escrito às perguntas que lhe forem feitas. `Ocorre que a autoridade policial ainda não apresentou nos autos as perguntas que serão formuladas à Sua Excelência, o senhor presidente da República`, afirmou Barroso em seu despacho.

0 inquérito apura se a Rodrimar, empresa que opera no Porto de Santos, foi beneficiada pelo decreto assinado por Temer em maio, que ampliou de 25 para 35 anos as concessões do setor, prorrogáveis por até 70 anos.
São investigados também Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor de Temer e ex-deputado federal, e Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, respectivamente, dono e diretor da Rodrimar. Todos negam irregularidades.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino