Vacina da Pfizer contra covid-19 será fabricada no Brasil a partir de 2022

Vacina da Pfizer contra covid-19 será fabricada no Brasil a partir de 2022

Imunizante desenvolvido em conjunto com a BioNTech será produzido no País pela Eurofarma; fabricação de mais de 100 milhões de doses anuais será destinada a países da América Latina

A Pfizer e a BioNTech anunciaram nesta quinta-feira, 26, a assinatura de uma carta de intenção com a farmacêutica brasileira Eurofarma para a produção da vacina contra a covid-19 no País. Segundo comunicado das empresas, os procedimentos de transferência de tecnologia, desenvolvimento no local e instalação de equipamentos começarão “imediatamente”, com início da fabricação em 2022.

A empresa brasileira será responsável pela produção e distribuição do imunizante (chamado Comirnaty) para a América Latina. A estimativa é de entrega de mais de 100 milhões de doses anualmente.

O produto é uma das quatro vacinas contra o coronavírus autorizadas para aplicação no Brasil, sendo o único até o momento liberado para adolescentes de 12 a 17 anos. Na quarta-feira, o Ministério da Saúde anunciou o início da aplicação da terceira dose de imunizantes contra a doença em parte da população idosa e imunossuprimidos a partir de setembro.

A Eurofarma receberá os insumos dos Estados Unidos. O acordo faz parte da expansão da fabricação da Comirnaty em diferentes regiões globais, com a inclusão de “dezenas de parceiros”.

Segundo as empresas, mais de 1,3 bilhão de doses da vacina foram entregues neste ano. O montante deve chegar a 3 bilhões até o fim de dezembro.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino