Uruguai admite que acordo entre UE e Mercosul está "um pouco travado"

Uruguai admite que acordo entre UE e Mercosul está "um pouco travado"

18/09/18 - 17:19 - O ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, admitiu hoje (18) que as negociações de um acordo de livre comércio entre Mercosul e a União Europeia (UE) estão “um pouco travadas”.

Novoa armou a jornalistas que “não é preciso dramatizar” em relação a esta falta de consenso, já que o bloco sul-americano sempre soube que a negociação é complexa, porque a UE “oferece fatias de mercado e pede o mercado inteiro”. No entanto, ele ressaltou que as discussões continuam, porque um acordo com os europeus “será benéco”.

O chanceler armou também que o problema começa quando aparecem “novos temas na negociação” que não são essencialmente comerciais e que dicultam a tarefa, a exemplo das “indicações geográcas” dos alimentos, aos quais se pode encontrar alternativas.

“Há variantes, mas aí estamos um pouco travados. Não vamos destruir nosso empenho em tentar conseguir um acordo, mas também é verdade que, também hoje, nossos negociadores estão no Canadá trocando ofertas”, acrescentou Novoa, depois de participar de uma reunião na Câmara Mercantil de Produtos do País, em Montevidéu.

O chanceler considerou que, nos próximos meses, pareceria ser difícil que se possa assinar o acordo comercial entre os dois blocos. "É verdade que há circunstâncias políticas como as eleições no Brasil, a troca de governo.

Também há eleições na União Europeia no ano que vem. Se fosse tão fácil, já teríamos feito, e a melhor constatação disso é que há 20 anos estamos negociando e não conseguimos chegar a um acordo", armou.

 

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino