UE pressiona Biden a liberar entrada de viajantes europeus nos EUA

UE pressiona Biden a liberar entrada de viajantes europeus nos EUA

04/08 Segundo a chefe da Comissão Europeia, americanos podem ser mais uma vez proibidos de visitar Europa

A União Europeia (UE) reforçou nesta quarta-feira (4) a pressão para que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reabra as fronteiras do país para viajantes dos países do bloco. A chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, observou hoje, em entrevista à imprensa alemã, que os viajantes americanos poderiam ser mais uma vez proibidos de visitar a Europa caso Biden não mude de ideia no curto prazo.

Em junho, a UE recomendou que os países do bloco reabrissem suas fronteiras para americanos vacinados e não vacinados. A decisão final cabe aos governos nacionais. “Devemos resolver esse problema o mais rápido possível e estamos em contato com nossos amigos americanos”, disse Von der Leyen. “Isso não pode se arrastar por semanas.”

As autoridades da UE revisam as listas de restrições a viagens do bloco a cada duas semanas. Com o avanço da variante delta nos EUA, diplomatas europeus disseram que há a possibilidade de o bloco proibir mais uma vez a entrada de americanos não vacinados.

O aviso de Von der Leyen ocorreu depois de outros países terem anunciado restrições sobre viajantes americanos. Israel divulgou ontem, por exemplo, que pessoas vindas dos EUA e de outros 17 países terão que respeitar quarentenas ao desembarcar.

A regra vale inclusive para quem estiver totalmente vacinado contra a covid-19.

Autoridades europeias disseram na época em que o bloco permitiu a entrada dos americanos que Biden consideraria as restrições aos europeus como uma prioridade.

No entanto, semanas depois do anúncio, não houve mudança na postura de Washington.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse na segunda-feira que, por enquanto, os EUA planejam manter as restrições às viagens por causa da variante delta.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino