Trump promete rever restrição ao Brasil e diz não querer criticar Bolsonaro

Trump promete rever restrição ao Brasil e diz não querer criticar Bolsonaro

20:27 - O presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, disse hoje que Jair Bolsonaro (sem partido) seguiu "um caminho diferente" no combate ao coronavírus e reconheceu que, agora, o Brasil vive um "momento difícil". Porém, ele afirmou que não quer criticar o presidente brasileiro.

"Bem, ele [Jair Bolsonaro] seguiu um caminho diferente. O Brasil tomou um caminho diferente. Com certeza, eles estão passando por um momento difícil. Eu não quero criticar ninguém porque eu tenho muito respeito por ele", afirmou Trump à GloboNews.

Por outro lado, o líder norte-americano disse à repórter da GloboNews que pretende aliviar as restrições de viagens impostas aos estrangeiros que chegam nos EUA a partir do Brasil. "Assim que pudermos", disse ele.

Mas Trump não apontou uma previsão de quando isto deve ocorrer, tampouco disse se pretende adotar algum novo critério para permitir a entrada de viajantes provenientes de solo brasileiro.

O Brasil registrou hoje mais 1.124 mortes causadas pelo novo coronavírus, chegando a um total de 465.166 casos e 27.878 óbitos; com isto, tornou-se o quinto país do mundo com mais vítimas pela doença, ultrapassando a Espanha (que, até hoje, teve 17.121 mortos).

Os Estados Unidos lideram esta lista, com 1.744.258 casos e 102.709 mortes.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino