Trump confirma encontro com Bolsonaro na Flórida no sábado

Trump confirma encontro com Bolsonaro na Flórida no sábado

14:40 - O presidente embarcará para Miami, na Flórida, no próximo sábado.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou encontro com o presidente Jair Bolsonaro neste sábado (7/3) em sua casa de Mar-a-Lago na Flórida.

Um comunicado emitido nesta sexta-feira (6/3) pela Casa Branca, afirma que um dos objetivos da viagem é analisar a crise na Venezuela.

“O presidente Trump e o presidente Bolsonaro discutirão sobre oportunidades de construir um mundo mais próspero, seguro e democrático. Como líderes das duas maiores economias do Hemisfério, eles também discutirão oportunidades para restaurar a democracia na Venezuela, trazer paz ao Oriente Médio, implementar políticas comerciais pró-crescimento e investir em infraestrutura. O Presidente usará esta reunião como uma oportunidade para agradecer ao Brasil por sua forte aliança com os Estados Unidos”, diz a nota.

Durante uma coletiva ainda nesta manhã sobre o plano do governo americano de combate ao coronavírus, Trump também comentou sobre o encontro:

“Vamos jantar em Mar-a-Lago. Ele queria marcar um jantar na Flórida, se fosse possível – o presidente do Brasil. Então faremos isso”.

O presidente Jair Bolsonaro embarcará para Miami, na Flórida, no próximo dia 7 de março. A previsão é de que ele retorne da viagem no dia 10. A agenda também conta com reuniões com empresários e visita a uma fábrica da Embraer na região de JacksonVille. Essa será a quarta viagem do presidente ao país desde o início do mandato.

O porta-voz da República, Otávio Rêgo Barros, já havia adiantado nesta quinta-feira (5/3) a possibilidade de um encontro não protocolar entre Trump e Bolsonaro. 

Compõe a comitiva presidencial os ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia; e os generais Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, e Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

É esperada ainda a assinatura de acordos bilaterais em áreas como tecnologia, investimentos e defesa. No último caso, os governos dos dois países firmarão um tratado pré-formatado, denominado RDT&E (pesquisa, desenvolvimento, testes e avaliação, na sigla em inglês), fundamental para a cooperação bilateral na área.

O ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores), afirmou nesta quinta-feira (5/3) que o Brasil está em fase final de negociação de um acordo militar com os Estados Unidos da América. “[O acordo] nos abriria a possibilidade de participar de fundos de investimento, nessa parte de tecnologia militar, muito vultosos, que chegam a US$ 100 bilhões”.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino