Trigo transgênico continua sem poder ser vendido na Argentina

Trigo transgênico continua sem poder ser vendido na Argentina

Veto será mantido até que o Brasil decida se vai aceitar ou não o produto

A comercialização de trigo transgênico na Argentina segue proibida e assim continuará até que o Brasil se manifeste sobre o assunto, reafirmou o presidente da Câmara da Indústria de Óleos da República Argentina e o Centro Exportador de Cereais (Ciara-CEC), Gustavo Idigoras, em evento virtual promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Trigo (Abitrigo).

“O Brasil segue como nosso parceiro estratégico e fundamental para a indústria de trigo da Argentina e, por isso, solicitamos que o governo se manifestasse formalmente sobre o assunto”, disse no evento virtual.

Segundo ele, o Ministério da Agricultura da Argentina declarou, em carta, que a variedade HB4 pode ser semeada para ensaios de adaptação da tecnologia e que as áreas semeados devem ser mapeadas e declaradas. Os locais de armazenamento também devem ser informados e o trigo não pode ter suas sementes multiplicadas. “A comercialização segue proibida até a manifestação da República Federativa do Brasil”, diz o texto.

A variedade HB4 foi desenvolvida pela Bioceres, parceira da Tropical Melhoramento & Genética (TMG), que fez o pedido de liberação comercial no Brasil. A apreciação do pedido já foi adiada diversas vezes pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) e tem causado preocupação entre os moinhos e entidades de proteção aos consumidores, ambos contrários à liberação.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino