TRF-4 derruba decisão de Moro e inocenta ex tesoureiro do PT

TRF-4 derruba decisão de Moro e inocenta ex tesoureiro do PT

Os três juizes federeais da 83 Turma do Tribunal considerar am que não havia provas suficientes para condenar Ferreira

O ex tesoureíro do PT Paulo Ferreira, condenado pelo ex-juiz Sérgio Moro por lavagem de dinheiro e associação criminosa dentro da operação Lava Jato, foi absolvido das acusações nesta quarta-feira (26), em julgamento de recurso pelo Tribunal Regional da 4a Região (TlíF-4).

Por unanimidade, os três juizes federeais da 83 Turma do Tribunal considerar am que não havia provas suficientes para condenar Ferreira. Ele chegou a ficar preso por pouco mais de seis meses entre junho de 2016 e fevereiro de 2017, alvo de uma das fases da Lava Jato.

Na época, Moro estipulou fiança de R$ 1 milhão para que o ex-tesoureiro deixasse a cadeia. A pedido da defesa, que alegou incapacidade financeira, o valor foi reduzido para R$ 200 mil pela juíza substituta no Paraná.

Esta é a segunda sentença de Moro derrubada na última semana. Na terça (25), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu anular a condenação de um doleiro considerado culpado de envolvimento em um suposto esquema de fraude do antigo Banestado, em processo julgado pelo ex-juiz.

Ferreira diz que sofreu prejuízos de toda ordem, pereleu o emprego e viveu um exílio de suas atividades. `Esse episódio é página virada. Após sofrer piejuízosinepaiáveis, quero retomar uma trajetória que não deveria tersido interrompida` A decisão do TRF-4 é do juiz João Gebran Neto, relator da Lava Jato na Corte, e foi seguida pelos outros dois julgadores, Leandro Paulsen e Carlos Thompson Flores.

Catia Seabra e Katna Baran

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino