Mario Masquita

10/09/2020
Economía Valor Econômico - Brasil Economía Regional Arícia Martins

Repique inflacionário e risco fiscal devem levar à alta da Selic no fim de 2021, diz Itaú

Os fundamentos para a inflação seguem benignos e ojuro básico vai permanecer em 2% ainda por bom tempo, mas a recente pressão de preços no atacado, ao lado do aumento do risco fiscal, deve levar o Banco Central a elevar a Selic no fim de 2021. A avaliação é da equipe econômica do Itaú Unibanco, que vê o juro em 3% ao final do próximo ano.
www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino