PT celebra vitória de ditador Ortega em eleição de fachada na Nicarágua

PT celebra vitória de ditador Ortega em eleição de fachada na Nicarágua

Partido chama de 'grande manifestação popular e democrática' pleito sem opositores nem observadores internacionais

Na contramão das principais democracias ocidentais, o PT (Partido dos Trabalhadores) divulgou nota na noite desta segunda-feira (8) saudando as eleições de fachada na Nicarágua que confirmaram a permanência do ditador Daniel Ortega no poder.

No texto, a legenda classifica o pleito como "uma grande manifestação popular e democrática" e diz que o resultado confirma "o apoio da população a um projeto político que tem como principal objetivo a construção de um país socialmente justo e igualitário".

Ao lado da mulher, Rosario Murillo, que ocupa formalmente o cargo de vice, Ortega disputou o comando do país contra cinco outros candidatos —todos parte do teatro do pleito de fachada, já que são aliados do governo. Nos últimos seis meses, o regime prendeu outros sete postulantes de oposição, acusados de lavagem de dinheiro e traição à pátria.

Entre eles estão Cristiana Chamorro, filha da ex-presidente Violeta Chamorro, que derrotou Ortega em 1990; Miguel Mora, fundador do canal 100% Notícias, desapropriado pelo regime; e o ex-embaixador Arturo Cruz. Também estão detidos outros 32 políticos opositores e mais de cem sindicalistas, jornalistas e ativistas de direitos humanos.

O pleito também não contou com observadores internacionais, que, na visão da Justiça local, alinhada ao regime, poderiam intervir no processo. Poucos jornalistas estrangeiros puderam entrar no país, e veículos independentes locais, a exemplo do site El Confidencial, impedidos de operar nos últimos meses, noticiaram sobre o pleito a partir da Costa Rica.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino