Presidente da Câmara argentina diz que Bolsonaro prometeu pedir apoio de Trump a seu país no FMI

Presidente da Câmara argentina diz que Bolsonaro prometeu pedir apoio de Trump a seu país no FMI

Em passagem pelo Brasil, Sergio Massa se disse confiante em um encontro entre os líderes dos dois países.

O presidente Jair Bolsonaro comprometeu-se a pedir o respaldo dos Estados Unidos à Argentina no âmbito do Fundo Monetário Internacional (FMI) em encontro com o presidente da Câmara daquele país, Sergio Massa, que esteve em Brasília na quarta-feira. Segundo relatou Massa ao GLOBO, o presidente brasileiro disse que o governo argentino “pode contar com ele para tudo o que precisar”.

Ele se mostrou disposto a ajudar a Argentina e afirmou que falará sobre o assunto em seu encontro com o presidente americano, Donald Trump, no próximo domingo — comentou Massa, em rápida passagem pelo Rio.

Para o presidente da Câmara argentina, o respaldo do Brasil “é fundamental”.

— Bolsonaro foi muito enfático ao dizer que vai pedir que os EUA nos apoiem em seu encontro con Trump — frisou o dirigente peronista, que em menos de 48 horas se reuniu com as principais autoridades do governo brasileiro e, no Rio, com o governador Wilson Witzel.

Em fevereiro passado, o chanceler argentino, Felipé Solá, esteve em Brasilia e pediu publicamente o respaldo dos “irmãos brasileiros” no FMI. Naquele momento, Bolsonaro disse que iria consultar o ministro da Fazenda, Paulo Guedes. Na última quarta, insistiu Massa, o presidente confirmou o respaldo do Brasil à Argentina no Fundo.

Sobre um encontro entre os presidentes Bolsonaro e Alberto Fernández, o presidente da Câmara argentina, muito próximo de seu par brasileiro, Rodrigo Maia, mostrou-se otimista e disse que acontecerá “oportunamente e em breve”. Especula-se com a possibilidade de uma reunião na fronteira entre os dois países, mas data e local ainda não foram confirmados.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino