Pompeo defende multilateralismo da OEA em apoio a Almagro

Pompeo defende multilateralismo da OEA em apoio a Almagro

17:31 - O chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Mike Pompeo, defendeu nesta sexta-feira (17) o papel de Luis Almagro como secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), porque acredita em um "multilateralismo" que força os países a se posicionarem, no momento em que o uruguaio busca a reeleição à frente da instituição.

Pompeo discursou para o Conselho Permanente da OEA antes de uma viagem pela América Latina e pelo Caribe, que começará na próxima segunda-feira pela Colômbia e incluirá escalas na Costa Rica e na Jamaica.

O organismo, composto por 34 membros ativos, celebra as próximas eleições em 20 de março, nas quais Almagro precisa de 18 votos para ser reeleito para o período 2020-2025.

"O secretário Almagro é um guardião destemido contra regimes autoritários", afirmou Pompeo.

A gestão de Almagro - muito alinhada com os Estados Unidos - rompeu com algumas tradições da OEA para buscar consenso entre os países e gerou críticas, inclusive por ter alimentado a polarização.

Almagro, que foi chanceler do Uruguai durante o governo do esquerdista José Mujica, descreve o presidente venezuelano Nicolás Maduro como um "ditador", afirma que o ex-presidente boliviano Evo Morales deu um "golpe" ao tentar permanecer no poder e afirma que Cuba "é a pior ditadura de todas".

Pompeo disse que Almagro "acredita em um multilateralismo que responsabiliza as pessoas, coloca nossas ideias sobre a mesa e força os países a tomar uma posição".

O secretário de Estado americano criticou o passado da organização, dizendo que, no início deste século "muitos países estavam mais preocupados em criar consenso com os autoritários do que realmente resolver problemas".

Na semana passada, o secretário de Estado disse que Almagro era o líder necessário "para que a OEA continue enfrentando proativamente os desafios centrais da região".

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino