Pela primeira vez, mulher vai liderar Comando Sul dos EUA, unidade militar responsável por América do Sul

Pela primeira vez, mulher vai liderar Comando Sul dos EUA, unidade militar responsável por América do Sul

19:49 - Laura Richardson também foi promovida para general quatro estrelas, tornando-se a segunda mulher deter essa patente no país

A general Laura Richardson será a primeira mulher a liderar o Comando Sul dos Estados Unidos, que é responsável por operações militares na América do Sul, na América Central e no Caribe, após sua nomeação ter sido confirmada pelo Senado na quarta-feira.

O Senado também aprovou a promoção de Richardson, até agora tenente-general, para general quatro estrelas, o que a tornará a segunda mulher a ocupar a patente na História das Forças Armadas dos Estados Unidos.

— [A] Região do Comando Sul é de importância estratégica para os interesses vitais dos Estados Unidos — disse Richardson durante a audiência de sua nomeação para o cargo em 3 de agosto. — Estamos todos muito familiarizados com a devastação causada por esta pandemia mortal e tenho empatia por aqueles que sentiram seus impactos horríveis. Mais do que uma crise humanitária, essa devastação está mudando o cenário geopolítico. Os regimes autoritários e as organizações criminosas transnacionais habilitadas pela China e encorajadas pela Rússia estão tentando consolidar o poder na região, e as sociedades livres estão sendo diretamente desafiadas.

Richardson, de 57 anos, comandava até então o Exército do Norte dos Estados Unidos, com base em San Antonio, no estado do Texas.

Ela foi indicada para o cargo pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em 8 de março durante cerimônia realizada na Casa Branca no Dia Internacional da Mulher.

No Comando Sul, baseado em Doral, perto de Miami, Richardson terá sob suas ordens mais de 1.200 militares e civis do Exército, Força Aérea, Marinha, Fuzileiros Navais, Guarda Costeira e outras agências federais.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino