Para Bolsonaro, é prematura´ retaliação do Egito a mudança de embaixada em Israel

Para Bolsonaro, é prematura´ retaliação do Egito a mudança de embaixada em Israel

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou ontem que pretende escolher um diplomata de carreira como ministro das Relações Exteriores. `Será um diplomata. Poderia nomear um militar, mas quero quadro de carreira`, disse.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou ontem que pretende escolher um diplomata de carreira como ministro das Relações Exteriores. `Será um diplomata. Poderia nomear um militar, mas quero quadro de carreira`, disse.

Sem assessoramento claro na área internacional, Bolsonaro acenou à diplomacia do Itamaraty em meio a uma crise com países do mundo árabe provocadapelo anúncio de que pretende transferir a Embaixada do Brasil de Tel-Aviv para Jerusalém.

A troca é um sinal de que o Brasil reconhece a cidade santa, foco do conflito com a Palestina, como capital de Israel. O Estado da Palestina também reivindica a cidade como capital.

Bolsonaro disse ontem que a mudança seria feita em respeito a uma decisão do povo israelense. `O que eu estou falando é o seguinte: para nós não é um ponto de honra essa decisão. Agora, quem decide onde é a capital de Israel é o povo, é o Estado de Israel. Se eles mudaram de local...`, disse.

Ele classificou como prematura a suspensão, por parte do Egito, da visita do atual chanceler, Aloysio Nunes Ferreira, com empresários ao país, revelada pelo Estado. `Pelo que vi, é também questão de agenda. Agora, acho que seria prematuroumpaís anunciar uma retaliação em função de uma coisa que não foi decidida ainda.`

A transferência da embaixada é apoiada por líderes evangélicos que fizeram campanha para Bolsonaro. `Jerusalém, desde que David afundou, sempre foi capital do Estado de Israel. Onde Jerusalém foi capital do mundo árabe? Eu não conheço na história. Ele (Bolsonaro) acha que é um Estado soberano, que tem o direito de colocar a capital onde quiser`, disse o pastor Silas Malafaia, da Assembléia de Deus Vitória em Cristo, um dos lideres mais próximos de Bolsonaro.

`Não houve pressão dos evangélicos, mas nós somos ioo% a favor disso, ou pelo menos 99,9%, se tiver algum esquerdopatagospel aí`, disse Malafaia.

O pastor não acredita que a reação dos países árabes fará Bolsonaro mudar de idéia e diz qu e nenhum deles deixou de negociar com os Estados Unidos depois da mudança da embaixada americana para Jerusalém. `Quando Bolsonaro mudar a embaixada para Jerusalém, o Brasil vai ser abençoado como nunca. É a minha fé.`

Israel também está na lista das primeiras viagens internacionais anunciadas pelo presidente eleito, ao lado dos Estados Unidos e do Chile.

Viagem aos EUA. Enquanto Bolsonaro não inicia seu tour, um dos filhos dele, o deputado Eduardo Bolsonaro (SP), líder do PSL na Câmara, agendou reuniões na próxima semana com representantes da cúpula do governo americano, incluindo o vice-presidente, Mike Pence.

`Já que meu pai não podeviajar, a gente vai representando ele. O objetivo desses encontros é estreitar relações com o governo americano e dizer que o Brasil está acenand o de maneira favorável para ter uma aproximação com os EUA`, explicou Eduardo.

Ele estará acompanhado do consultor Filipe Garcia Martins, formado em Relações Internacionais e que já criticou abertamente nome s c otad os para assumir a chancelaria, como Maria Nazareth de Azevedo, Sérgio Amaral, Roberto Abdenur e Rubens Barbosa. `Representariam mais do mesmo: a continuidade de uma política externa terceiro-mundista e sem traços distintivamente brasileiros`, escreveu Martins.

Outros cotados são os diplomatas Ernesto Fraga (defensor de Trump), Paulo Bretas e Luís Fernando Serra, atualmente embaixador na Coréia do Sul.

China. Bolsonaro e sua equipe abriram outras frentes de embate diplomático: com o Mercosul, que deverá ser esvaziado; com a comunidade europeia, por causa das críticas ao Acordo de Paris; e com a China, que trava uma guerra comercial com os Estados Unidos.

`A questão da China já está mais do que explicada, eu falei que não podemos continuar fazendo negócios com o mundo todo com viés ideológico. Agente não quer nem de direita nem de esquerda, negócio é negócio e pretendemos fazer com o mundo todo`, amenizou ontem o presidente eleito.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino