Pandemia do coronavírus muda agendas e influencia cenário político

Pandemia do coronavírus muda agendas e influencia cenário político

20:26 - Em Israel, Netanyahu pede governo de união para combater coronavírus

SÃO PAULO e WASHINGTON

Marina Dias, Patricia Pamplona e Rafael Balago

Além de causar febre, cansaço e tosse seca, o novo coronavírus tem impactado agendas políticas, eventos com aglomerações de pessoas e até mesmo o imbróglio pós-eleitoral em Israel.

Vencedor das eleições, mas sem maioria no Parlamento do país, Binyamin Netanyahu pediu um governo de união nacional para combater o coronavírus.

 Já nos EUA, o debate democrata, que já não teria plateia, não será mais realizado no estado do Arizona, mas na capital Washington.

Ainda os EUA, a repatriação de imigrantes devolvidos a Honduras está suspensa após imigrantes voltarem com sintomas da covid-19. A doença, aliás, já atinge políticos, que se encontram isolados por terem sido infectados ou por terem tido contato com pessoas contaminadas.

Veja como o novo coronavírus tem impactado diferentes cenários políticos:

CONTRA VÍRUS, NETANYAHU PEDE GOVERNO DE UNIÃO NACIONAL

 O primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, pediu a formação de um governo de união nacional de emergência para lutar contra o coronavírus e ordenou que a maioria das escolas do país feche como precaução.

“Estamos alterando nossa rotina interna para lidar com uma ameaça externa, a ameaça do vírus”, disse Netanyahu, 70, nesta quinta-feira (12).

Escolas de ensino primário e secundário serão fechadas. Universidades já haviam adiado o ano letivo.

Pedindo por um governo de unidade, ele disse que seria “um governo de emergência por tempo limitado, e juntos lutaremos para salvar as vidas de dezenas de milhares de cidadãos”.

O principal rival de Netanyahu, o centrista Benny Gantz, líder do Partido Azul e Branco, afirmou estar disposto a discutir a proposta de maneira responsável.

Ele completou que qualquer governo desse tipo deveria ser “amplo” e representar todos os lados da sociedade israelense.

DEMOCRATAS MUDAM LOCAL DE DEBATE NOS ESTADOS UNIDOS

O próximo debate de pré-candidatos democratas nos EUA, no domingo (15), entre Joe Biden, 77, e Bernie Sanders, 78, teve seu local alterado. O evento ocorrerá não mais no Arizona, e sim em um estúdio da rede CNN em Washington.

O objetivo é diminuir o deslocamento dos pré-candidatos pelo país diante da pandemia de coronavírus. Além disso, o debate não terá plateia. O apresentador da Univision Jorge Ramos, que inicialmente mediaria o debate, não participará mais do evento, pois está em quarentena depois de ter contato com uma pessoa portadora do vírus.

ERNESTO ARAÚJO CANCELA AGENDAS NOS ESTADOS UNIDOS

As reuniões que o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, teria com autoridades americanas em Washington nesta quinta (12) foram canceladas após confirmação de um caso de coronavírus na comitiva de Jair Bolsonaro, que estava nos EUA no último fim de semana.

O secretário de Comunicação do governo, Fábio Wajngarten, recebeu o diagnóstico de que é portador do vírus após voltar da Flórida, onde se encontrou com Donald Trump. Ernesto viajou à Flórida ao lado de Bolsonaro e Wajngarten de sábado a terça (10) e, nesta quinta, teria compromissos com o subsecretário do Tesouro americano, Brent McIntosh, e o diretor do conselho nacional de Economia dos Estados Unidos, Larry Kudlow, entre outros.

Kudlow tem 72 anos e, portanto, está no grupo de risco para o coronavírus, enquanto McIntosh tem 46. Ernesto, por sua vez, tem 52 anos.

O chanceler brasileiro não apresenta sintomas causados pelo coronavírus até agora, mas decidiu antecipar sua volta ao Brasil.

Indicado ao cargo de embaixador brasileiro em Washington, Nestor Forster, que também estava na comitiva de Bolsonaro nos EUA, tomou precauções e ficará em quarentena voluntária.

CONGRESSO DOS EUA FECHA AO PÚBLICO ATÉ ABRIL

O Congresso dos EUA anunciou nesta quinta (12) que fechará as portas ao público até o início de abril em reação à pandemia do coronavírus. A votação desta quinta na Câmara —prevista para ser a última da semana— também foi suspensa, mas os parlamentares podem voltar ao trabalho assim que convocados pelo presidente da sessão.

HONDURAS IMPEDE REPATRIAÇÃO DE IMIGRANTES DOS EUA

 Após três homens expulsos dos EUA retornarem a Honduras com sintomas do coronavírus, o país suspendeu as repatriações. Eles tinham entre 18 e 26 anos e foram isolados.

Os governos locais, de acordo com o jornal The Guardian, temem que a deportação de imigrantes da América Central acabe ampliando o contágio nos países da região. Honduras confirmou seus primeiros dois casos da doença na terça (10), de pessoas que estiveram na Europa.

Até agora, a América Central teve uma morte relacionada ao novo vírus, no Panamá, e casos também na Costa Rica.

CANDIDATOS À PRESIDÊNCIS. COMÍCIOS

Os candidatos Luis Arce e Carlos Mesa anunciaram a suspensão de seus atos de campanha para a eleição presidencial da Bolívia, que será realizada em 3 de maio.

Arce é do MAS, partido do ex-presidente Evo Morales, e Mesa, também ex-presidente, faz oposição ao líder indígena.

O país registrou três casos do novo coronavírus, todos nesta semana. Uma das vítimas contou que teve atendimento negado em vários hospitais, que alegavam não ter estrutura para a situação.

Exilado na Argentina, Evo defendeu a repatriação de médicos cubanos, expulsos com a chegada de Jeanine Añez à Presidência, em novembro.

EM QUARENTENA, PREMIÊ DO CANADÁ É MONITORADO

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, 48, cancelou sua agenda nesta quinta-feira (12) e está em quarentena junto com sua mulher, Sophie Grégoire Trudeau, 44.

Segundo comunicado do governo, a decisão foi tomada após ela apresentar sintomas de gripe —diferentemente do premiê, ao menos até o momento. Ainda não há confirmação se algum deles é portador do coronavírus.

CORONAVÍRUS ATINGE MINISTRA DA ESPANHA

A ministra de Igualdade da Espanha, Irene Montero, recebeu diagnóstico de coronavírus. Ela está em bom estado de saúde, segundo o governo. Irene é casada com Pablo Iglesias, vice-premiê e líder do Podemos, legenda de esquerda radical. Com isso, Iglesias está em quarentena.

O rei Felipe 6º e a rainha Letícia se encontraram com Pablo e Irene em evento e também farão exames para checar se foram contaminados.

Os ministros reduziram seu contato com outras pessoas, pois participaram de reuniões com os dois nos últimos dias.

Na noite desta quinta, Santiago Abascal, líder do Vox, partido de ultradireita, também disse ter contraído o vírus.

A Espanha soma 2.968 casos de coronavírus, com 84 mortes.

PAPA ORDENA FECHAMENTO DE IGREJAS DE ROMA

O Vaticano ordenou nesta quinta-feira (12) o fechamento de todas as igrejas de Roma até 3 de abril, em uma decisão sem precedentes na história recente.

O país tem mais de 15 mil pessoas infectadas com o vírus e 1.016 mortos.

Segundo o decreto, assinado pelo cardeal Angelo De Donatis, representante do papa Francisco em Roma, os católicos que moram na capital italiana também estão dispensados de comparecer à missa aos domingos e em outras datas religiosas.

 
www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino