Liga Árabe alerta Bolsonaro sobre embaixada em Israel

Liga Árabe alerta Bolsonaro sobre embaixada em Israel

Bloco que engloba 22 países diz em carta que mudar representação diplomática para Jerusalém ´reduziria oportunidade de paz´

A Liga Árabe aconselhou o presidente eleito Jair Bolsonaro a reconsiderar seus planos de transferir a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. Uma carta do secretário-geral da Liga, Ahmad Abu Al Ghait, à Chancelaria brasileira destacou a`preocupação` da organização com uma possível mudança. `Dar um passo como esse não apenas atingiria os interesses palestinos, mas também reduziria drasticamente as oportunidades de alcançar uma paz mais ampla`, diz a correspondência.

A carta da Liga Árabe é um dos alertas mais sérios à política externa de Bolsonaro até o momento, e é uma resposta aos repetidos comentários do presidente eleito, que afirma ter a intenção de seguir os passos de Washington e mover a embaixada brasileira para Jerusalém. Durante a campanha, Bolsonaro prometeu aprofundar os laços com Israel, contrariando anos de política externa convencional no país. Logo após a vitória, o presidente eleito confirmou a um diário israelense suas intenções. Mas desde então parece ter recuado minimamente.

A Liga Árabe representa um importante mercado para o Brasil, que registrou superávit de US$ 7,1 bilhões nas negociações com as 22 nações do bloco, comparado a um déficit de US$ 419 milhões com Israel. Na carta, Abu Al Ghait destacou a sólida natureza das relações árabe-brasileiras e seu potencial de crescimento. E exortou Bolsonaro a `considerar o ponto de vista árabe como uma maneira de preservar nossa duradoura amizade`.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino