Laboratório submete à Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik

Laboratório submete à Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik

21:46 - Segundo comunicado, o pedido foi protocolado nesta sexta (15)

A União Química e o RDIF russo anunciaram na noite desta sexta (15) que submeteram à Anvisa o pedido para o uso emergencial da Sputnik V no Brasil.

Segundo comunicado, o pedido foi protocolado nesta sexta.

Os russos se comprometeram em fornecer 10 milhões de doses da vacina ao Brasil no primeiro trimestre.

As unidades brasileiras também exportarão para os países da América do Sul, como Argentina e Paraguai.

Secretários estaduais de saúde haviam se queixado que a Anvisa apresentou entraves ao imunizante ao exigir que estudos clínicos (fase 3) fossem feitos no Brasil para liberar o uso emergencial.

Os russos se comprometeram em enviar documentos para dar sequência a essa demanda, mas o União Química afirma que a escalada da pandemia exige ações emergenciais.

"O mundo inteiro está pedindo imunizantes. Por isso, confiamos que a Anvisa fará essa autorização em caráter excepcional e extraordinário", afirma Rogério Rosso, diretor de negócios internacionais do laboratório.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino