Itamaraty condena atentado contra primeiro-ministro do Sudão

Itamaraty condena atentado contra primeiro-ministro do Sudão

19:03 - Ministério disse repudiar todo ato de terrorismo

O Itamaraty publicou uma nota nesta quarta-feira (11) condenando a tentativa de assassinato do primeiro-ministro do Sudão, Abdalla Hamdok, que sofreu um atentado na segunda-feira (9) em Cartum, capital do país. 

“Ao manifestar seu repúdio a todo ato de terrorismo, independentemente de sua motivação, o Brasil expressa sua solidariedade com o povo sudanês e reitera seu apoio ao governo civil de transição no Sudão”, diz a nota do Ministério das Relações Exteriores.

O atentado contra Hamdok também foi condenado pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas,  António Guterres, que se declarou “chocado e entristecido” ao tomar conhecimento do ataque e expressou “completa solidariedade” ao primeiro-ministro e ao povo do Sudão.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro do Sudão sofreu uma tentativa de assassinato na cidade de Cartum. Após o atentado, Hamdok tuitou que ele estava “a salvo e em bom estado”. 

Segundo informações divulgadas pela ONU, foi informado que ninguém se feriu durante o ataque, que ocorreu perto da entrada nordeste de uma ponte que liga o norte da cidade até o escritório do primeiro-ministro no centro de Cartum.

O ministro da Informação do Sudão disse que o atentado se tratou de um “ataque terrorista”. A transição política pela qual passa o país fez com que muitas ex-figuras-chave na política e nas forças armada perdessem influência e autoridade.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino