Instituto Butantan detecta três novas variantes do coronavírus em SP

Instituto Butantan detecta três novas variantes do coronavírus em SP

19:45 - Pesquisadores do Instituto Butantan identificaram hoje a presença de três novas variantes do coronavírus no estado de São Paulo.

Um caso da cepa sul-africana foi encontrado na Baixada Santista, enquanto Itapecerica da Serra registrou um caso da variante sueca. O Butantan também identificou a mutação da P1, variante brasileira que surgiu no Amazonas, na cidade de Jardinópolis.

Os resultados foram obtidos por testes diagnósticos. Segundo o Instituto Butantan, a variante sul-africana "é de preocupação" enquanto a mutação N9 e a cepa sueca foram classificadas como variantes de interesse. "Ainda é cedo para dizer, porém, se elas são mais transmissíveis ou mais agressivas do que as variantes brasileiras já amplamente descritas, a P1 e a P2", esclareceu.

O Butantan ainda explicou que, a partir da descoberta de novas cepas, os cientistas do Instituto passam a pesquisar como as variantes se comportam em relação ao estado clínico, qual sua relevância no contexto da pandemia e se a CoronaVac é capaz de combatê-las.

"As conclusões são levadas em consideração para a elaboração de novas vacinas —como a ButanVac —e, se houver necessidade, na atualização de vacinas existentes, como a CoronaVac".

Vacinas da Pfizer e da Moderna são seguras para grávidas, diz estudo UFPR prepara vacina mais barata e quer testar em humanos em 6 meses Covid: 'Pior ainda está por vir', diz ex-secretário do Ministério da Saúde

Para a vice-diretora do CDC (Centro de Desenvolvimento Científico do Instituto Butantan), Maria Carolina Quartim Barbosa Elias Sabbaga, os estudos mostram que há muitas variantes do coronavírus em São Paulo.

"Precisamos de políticas de contenção e respeitar o distanciamento para que a gente não fique espalhando variantes", defendeu.

"[O estudo] é interessante para entendermos de que forma as variantes podem ser diferentes para os indivíduos, o que pode ser mais complicado e menos complicado, o que mudou", acrescentou a diretora do CDC, Sandra Coccuzzo Sampaio Vessoni.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino