Indústria do taba comostra surpresa com veto russo a importações

Indústria do taba comostra surpresa com veto russo a importações

19:44 - Rússia proibirá compras de fumo brasileiro a partir desta segunda

O Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco) disse ter recebido com surpresa a decisão da Rússia de proibir a importação de tabaco do Brasil. A medida foi anunciada nesta quinta-feira.

As autoridades russas alegaram razões fitossanitárias para a medida. A entidade defendeu a qualidade do produto nacional e afirmou que acredita que a contaminação identificada pelos russos, da presença de uma praga quarentenária no fumo enviado para lá, foi um caso isolado que pode ser resolvido.

O setor afirmou que está em contato com o Ministério da Agricultura para buscar uma solução "o mais rápido possível, uma vez que estamos em fase de embarques, e a medida entra em vigor já na próxima segunda-feira", informou o presidente Iro Schünke em nota ao Valor.

Segundo o Sinditabaco, a Rússia ficou entre os dez maiores importadores do produto brasileiro nos últimos anos. Em 2020, os russos importaram cerca de 22 mil toneladas, gerando receita de US$ 54 milhões. Até junho de 2021, o país já comprou US$ 22 milhões e 12 mil toneladas, de acordo com a entidade.

"Cabe ressaltar que o Brasil se destaca no cenário mundial pela qualidade e integridade do seu produto e é, por esse motivo, o maior exportador mundial de tabaco há quase 30 anos. Estamos confiantes de que se trata de um caso isolado e que, em breve, teremos uma resolução para a questão", finaliza a nota.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino