Exportações argentinas de trigo deverão crescer 26% em 2021/22

Exportações argentinas de trigo deverão crescer 26% em 2021/22

Segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, volume deverá alcançar 12 milhões de toneladas

As exportações argentinas de trigo deverão alcançar 12 milhões de toneladas na safra 2021/22, que está sendo semeada no país, segundo nova estimativa divulgada pela Bolsa de Cereais de Buenos Aires. Se confirmado, o volume, o maior desde 2016/17, será 26,3% superior ao calculado para a temporada atual.

O avanço se deve principalmente à expectativa de crescimento da produção, projetada em 19,15 milhões de toneladas, ante 17 milhões em 2020/21. Nesse cenário, a moagem interna de trigo também deverá crescer em 2021/22, 8,3%, e atingir 6,5 milhões de toneladas.

Embarques de milho
Ainda segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, os embarques de milho da Argentina somaram 36,26 milhões de toneladas no ciclo 2019/20, em queda de 3% em relação ao ano-safra anterior. O processamento do grão para produção de biocombustível também recuou no país, de 1,55 milhão de toneladas em 2018/19, para 1,1 milhão de toneladas na temporada recém-encerrada.

Em contrapartida, a Argentina destinou 1,3 milhão de toneladas a mais de milho para a produção de rações para animais, e o volume total chegou a 11,8 milhões de toneladas. A Argentina produziu 51,5 milhões de toneladas de milho na safra 2019/20.

A estimativa inicial da bolsa para as exportações argentinas de milho em 2020/21 é de 33 milhões de toneladas, com uma produção de 48 milhões de toneladas.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino