EUA têm maior déficit comercial em 14 anos

EUA têm maior déficit comercial em 14 anos

As importações de bens aumentaram 3%, para US$ 214,1 bilhões, a maior desde maio de 2019, refletindo a reposição de estoques das empresas antes do período de Natal

O déficit comercial dos EUA atingiu seu nível mais alto em mais de 14 anos em novembro, como resultado do aumento das importações para reposição de estoques das antes do período de Natal.

O Departamento de Comércio informou ontem que o déficit comercial subiu 8%, para US$ 68,1 bilhões em novembro, o mais alto desde agosto de 2006. As importações saltaram 2,9%, para US$ 252,3 bilhões. As importações de bens aumentaram 3%, para US$ 214,1 bilhões, a maior desde maio de 2019. As exportações aumentaram 1,2%, para US$ 184,2 bilhões. As exportações de bens subiram 1%, para US$ 127,7 bilhões.

Outro relatório divulgado ontem mostrou uma inesperada queda nos novos pedidos de auxílio-desemprego na semana passada. Mas esse número continua alto, com a recuperação do mercado de trabalho aparentemente estagnada em meio à persistente alta nos novos casos de covid-19 no país.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino