Entrega de matéria-prima para mais 12 milhões de doses é antecipada

Entrega de matéria-prima para mais 12 milhões de doses é antecipada

22:50 - A nova remessa chega neste sábado (22/5), uma semana antes do previsto. Nesta sexta-feira (21), a Fiocruz entregou mais 6,1 milhões de doses ao governo federal

Após ter a produção suspensa por falta de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), uma nova remessa, suficiente para gerar mais 12 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, foi antecipada em uma semana e chega neste sábado (22/5). O processo de finalização, checagem e rotulagem, feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), leva em torno de 20 dias.

Por enquanto, a Fiocruz disponibilizou 41,1 milhões de doses da vacina ao Programa Nacional de Imunização (PNI), sendo 37,1 milhões processadas pela instituição e 4 milhões importadas da Índia.

Somente nesta sexta-feira (21/5), foram entregues 6,1 milhões de unidades, 800 mil a mais do que o previsto inicialmente. Isso porque houve, às vésperas, a liberação dos lotes que estavam na etapa de controle de qualidade.

A previsão da Fiocruz é encerrar maio entregando 21,5 milhões de doses mensais. Em junho a quantidade deve aumentar em quase 60%, passando para 34,2 milhões de unidades disponibilizadas ao PNI.

As entregas ao Ministério da Saúde somarão 104,4 milhões no primeiro semestre do ano. A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deve entregar mais 110 milhões de doses.

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (21/5), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que “vamos assinar esta semana o acordo de transferência de tecnologia da AstraZeneca”. “Isso é um grande avanço para o Brasil, fortalece nosso complexo industrial da saúde e as pesquisas e traz mais esperança para a população brasileira”, completou.

Para Queiroga, a forma de evitar uma terceira onda é “avançar na campanha de vacinação. E é isso que estamos fazendo”, disse, ressaltando a necessidade de continuar com a vigilância e cumprimento das medidas não farmacológicas, como uso de máscaras e distanciamento físico. A ampliação da testagem também é outra estratégica que a pasta promete fortalecer.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino