Em meio a crise, Fernández dá posse a novo gabinete argentino

Em meio a crise, Fernández dá posse a novo gabinete argentino

17:48 - Após quase uma semana de crise aberta com ministros aliados à vice-presidente Cristina Kirchner, que colocaram cargos à disposição, o presidente argentino, Alberto Fernández, deu posse nesta segunda-feira (20) a um novo gabinete. As mudanças, no entanto, foram poucas.

Entre as mais significativas, estão a transferência de Santiago Cafiero, da Secretaria de Gabinete, para o Ministério das Relações Exteriores, a substituição de Sabina Frederic por Aníbal Fernández e a do porta-voz Juan Pablo Biondi por Juan Ross.

Analistas argentinos avaliam que as mudanças ampliaram o espaço político dos kirchneristas, mas não no grau que eles gostariam. Os alvos do grupo da vicepresidente eram, na verdade, os titulares da Economia, Martín Guzmán, e da Produção, Matías Kulfas.

Guzmán, Kulfas e Cafiero – defensores de um aperto fiscal que ajude a estabilizar a economia do país – são responsabilizados pelo grupo de Cristina Kirchner pela derrota nas prévias eleitorais do dia 12.

“Quando não votam por nós, acabamos nos incomodando entre nós mesmos”, discursou Fernández, durante a posse do novo gabinete. “Mas esse é o momento em que precisamos de mais união e não de divisões”, disse o presidente.

Na quinta-feira, explicitando sua irritação com o governo, Cristina Kirchner chegou a publicar uma carta-aberta pedindo a Fernández que honrasse “sua palavra” e promovesse as mudanças no governo.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino