Dólar sobe e Bolsa cai após dois dias de euforia

Dólar sobe e Bolsa cai após dois dias de euforia

Depois de dois dias de euforia com o avanço de JairBolsonaro (PSL) nas pesquisas eleitorais e um cenário negativo para emergentes no exterior, o dólar voltou a subir ante o real e a Bolsa brasileira fechou em queda.

A moeda americana passou boa parte do pregão acima dos R$ 3,90, mas fechou abaixo desse patamar, a R$ 3,8970.

O Ibovespa recuou 0,38%, a 82.952 pontos, com o desempenho negativo amenizado por ações de empresas estatais. A Petrobras registrou mais um dia de valorização, assim como Banco do Brasil e Eletrobras.

Essas empresas, segundo pessoas ligadas ao mercado, foram impulsionadas pelo boato de que a pesquisa Datafo- Iha, que seria divulgada depois do fechamento do mercado, teria vazado e mostraria crescimento de Bolsonaro.

`O que puxou o Ibovespa foram as ações de estatais`, diz Roberto Indech, da Rico Corretora.

Por isso, ele diz acreditar que o mercado tenha negociado durante a tarde com base no boato. Ele afirma, no entanto, que ficou sabendo da especulação pela imprensa.

`Como o mercado está muito nervoso, qualquer notícia desse tipo captura a atenção do investidor`, diz André Perfeito, da Spinelli.

Por dois pregões consecutivos, o mercado doméstico foi impulsionado por dados de pesquisas eleitorais que mostraram o avanço de Bolsonaro, que havia estagnado nas pesquisas, ao mesmo tempo em que a rejeição de Fernando Haddad (PT), segundo colocado, disparou. Entre os dois candidatos, o mercado financeiro tem preferido o capitão da reserva, por considerá-lo mais inclinado a propor reformas de viés liberal. Há, ainda, a oposição do mercado financeiro a um novo governo petista.

`Um segundo turno entre a extrema direita e esquerda vai balançar os mercados, com a baixa probabilidade de que reformas pró-mercado sejam implementadas. Ainda que o mercado tenha reagido positivamente à liderança de Bolsonaro, isso é mais um reflexo de um alívio que Haddad esteja perdendo tração`, escreve a consultoria IHS.

A empresa acrescenta ainda que Bolsonaro precisa definir um programa econômico claro e demonstroupreocupação com o nacionalismo do candidato, que poderia elevar o protecionismo comercial do país.

No exterior, o dia foi majoritariamente negativo para mercados de risco, reflexo da alta nos juros dos títulos do Tesouro americano para 3,187%. Na máxima, a taxa superou os 3,20%, maior patamar desde 2011.

A valorização foi apoiada em dados mais robustos sobre a geração de vagas de trabalho e queda nos pedidos de auxílio-desemprego no país.

Além disso, investidores passaram a projetar a possibilidade de aumentos nos jurosbásicos dos EUA além dos previstos até então.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino