Com siderúrgicas em crise, Bolsonaro pede a Trump mais espaço para a exportação de aço para os EUA

Com siderúrgicas em crise, Bolsonaro pede a Trump mais espaço para a exportação de aço para os EUA

17:52 - Após receber representantes do setor, presidente diz ter falado 'por alto' sobre ampliação de cota sem sobretaxa em um telefonema ao colega americano

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro disse ter pedido ao presidente americano, Donald Trump, que seja aumentada a cota de produtos semiacabados de aço a que o Brasil tem direito de exportar aos Estados Unidos sem sobretaxas.

O pedido foi feito numa conversa telefônica, revelou Bolsonaro na noite de terça-feira, em entrevista na frente do Palácio da Alvorada, na noite de terça-feira. Mas o presidente não deu detalhes.

Ele indicou apenas ter pedido mais espaço para o aço semi-acabado brasileiro, matéria-prima de siderúrgicas americanas. Disse ter falado "por alto" no assunto.

- Uma parte do aço, uma das fases do aço, eu acho que interessa ao americano que amplie a cota. É bom para os dois países - disse Bolsonaro, contando sobre o telefonema a Trump e o plano de visitar os EUA.

- Não aprofundei o assunto, falei por alto, e espero uma próxima visita, tão logo seja ... ele deu ok, eu preciso ir aos EUA tratar de alguns assuntos lá, com a minha equipe, e tenho muita esperança de ter resolvido o problema do aço brasileiro.

Não há um plano oficial de viagem de Bolsonaro aos EUA. O presidente já esteve com Trump naquele país quatro vezes desde que tomou posse.

No momento, as ligações aéreas entre Brasil e Estados Unidos estão suspensas dada à alta incidência do novo coronavírus nos dois países. Embora liderem as estatísticas mundiais da pandemia, os EUA tomaram essa iniciativa.

O pedido foi feito numa conversa telefônica, revelou Bolsonaro na noite de terça-feira, em entrevista na frente do Palácio da Alvorada, na noite de terça-feira. Mas o presidente não deu detalhes.

Ele indicou apenas ter pedido mais espaço para o aço semi-acabado brasileiro, matéria-prima de siderúrgicas americanas. Disse ter falado "por alto" no assunto.

- Uma parte do aço, uma das fases do aço, eu acho que interessa ao americano que amplie a cota. É bom para os dois países - disse Bolsonaro, contando sobre o telefonema a Trump e o plano de visitar os EUA.

- Não aprofundei o assunto, falei por alto, e espero uma próxima visita, tão logo seja ... ele deu ok, eu preciso ir aos EUA tratar de alguns assuntos lá, com a minha equipe, e tenho muita esperança de ter resolvido o problema do aço brasileiro.

Não há um plano oficial de viagem de Bolsonaro aos EUA. O presidente já esteve com Trump naquele país quatro vezes desde que tomou posse.

No momento, as ligações aéreas entre Brasil e Estados Unidos estão suspensas dada à alta incidência do novo coronavírus nos dois países. Embora liderem as estatísticas mundiais da pandemia, os EUA tomaram essa iniciativa.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino