Colômbia perde grau de investimento, após reforma tributária fracassada e protestos

Colômbia perde grau de investimento, após reforma tributária fracassada e protestos

16:54 - Considera-se que um país perde o grau de investimento quando duas ou mais agências o rebaixam, e a Fitch Ratings e a Standard & Poor’s fizeram este movimento

A Colômbia perdeu o grau investimento que manteve por uma década para dívida soberana de longo prazo, depois de a Fitch Ratings se tornar a segunda grande agência de classificação de risco a rebaixar o país para “junk”.

A decisão da Fitch ocorre depois de movimento semelhante da Standard & Poor’s, em maio. Considera-se que um país perde o grau de investimento quando duas ou mais agências o rebaixam.

A Fitch disse que sua decisão reflete a deterioração das finanças públicas com grandes déficits fiscais de 2020 até 2022, aumento do nível da dívida pública, e diminuição da confiança na capacidade do governo de reduzir a dívida nos próximos anos.

Segundo o “Financial Times”, a Fitch prevê que a dívida do governo colombiano ultrapasse 60% do PIB neste ano, mais que o dobro do nível em que se encontrava quando o país alcançou o grau de investimento em 2011.

A expectativa de deterioração fiscal ocorre depois de o governo retirar do Congresso projeto de reforma tributária, após intensos protestos.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino