Chanceler argentino vem ao Brasil em fevereiro, mas contatos entre dois governos ainda são limitados

Chanceler argentino vem ao Brasil em fevereiro, mas contatos entre dois governos ainda são limitados

Fernández faz sua primeira viagem internacional a Israel e no fim do mês será recebido pelo Papa Francisco no Vaticano.

Depois de cancelar a primeira viagem de um alto funcionário do novo governo argentino ao Brasil para acompanhar o presidente Alberto Fernández ao Vaticano, no final deste mês, o chanceler Felipe Solá reprogramou sua visita a Brasília para o próximo dia 12 de fevereiro, segundo confirmaram ao GLOBO fontes da Casa Rosada.

A agenda de temas a serem tratados com o governo Jair Bolsonaro já está sendo preparada pelo Ministério de Relações Exteriores argentino, e a delegação também estará integrada pelo secretário de Assuntos Estratégicos do governo argentino, Gustavo Béliz, que terá uma conversa com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

O governo Fernández vem tentando construir um vínculo positivo com o Brasil, apesar de ter enfrentado fortes resistências durante a campanha presidencial argentina e após a eleição de Fernández e sua vice-presidente, a ex-presidente Cristina Kirchner (2007-2015).

O presidente Bolsonaro questionou duramente o respaldo dado pelo presidente argentino ao ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e chegou a cogitar não mandar ninguém à posse de Fernandez, em 10 de dezembro passado. Finalmente, sob forte pressão de aliados e de membros de seu Gabinete, o chefe de Estado pediu ao vice, Hamilton Mourão, que representasse o Brasil na cerimônia. Foi uma viagem-relâmpago e, durante sua curta estada na capital argentina, o vice brasileiro evitou reuniões com autoridades do novo governo.

A comunicação entre os dois Executivos ainda é escassa. Até agora, o contato mais importante entre a Casa Rosada e o Palácio do Planalto foi uma conversa telefônica entre Solá e o chanceler Ernesto Araújo, em dezembro passado, quando fora combinada uma viagem do argentino a Brasília para 31 de janeiro. A data acabou sendo adiada porque o ministro argentino foi chamado pelo presidente para acompanhá-lo ao Vaticano, onde ambos se encontrarão com o Papa Francisco.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino