Brasil e Paraguai reabrem parcialmente o comércio nas fronteiras

Brasil e Paraguai reabrem parcialmente o comércio nas fronteiras

20:38 - Circulação de pessoas continua suspensa para evitar a propagação da Covid-19

BRASÍLIA — Brasil e Paraguai decidiram, nesta quarta-feira, reabrir parcialmente o comércio fronteiriço entre os dois países, após cerca de seis meses de desativação, devido à pandemia da Convid-19. O acordo contempla as seguintes cidades-gêmeas: Foz do Iguaçu (PR) - Ciudad del Este; Mundo Novo (MS) - Salto del Guairá; e Ponta Porã (MS) - Pedro Juan Caballero.

O ato, assinado durante videoconferência pelos ministros das Relações Exteriores do Brasil e do Paraguai, Ernesto Araújo e Antonio Rivas, permite a criação de pontos comerciais contíguos às fronteiras de cada país, ou seja, dentro das respectivas alfândegas, "atendidos os requisitos aduaneiros, migratórios e sanitários determinados por cada país". As compras poderão ser feitas remotamente por serviços de comércio eletrônico ou de entrega e enviadas a esses pontos comerciais, onde poderão ser retiradas por indivíduos do outro país.

Apesar da reativação parcial do comércio, a circulação de pessoas continua suspensa. A medida tem por objetivo evitar a propagação do coronavírus, cuja disseminação é muito maior no Brasil do que no Paraguai.

"A assinatura da ata bilateral reflete a excelente relação entre o Brasil e o Paraguai e se soma a importantes resultados alcançados em 2020, como a conclusão de um Acordo de Complementação Econômica e de um Acordo Automotivo", diz um comunicado divulgado há pouco pelo Itamaraty.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino