Brasil começa a receber milho argentino; BRF e JBS são compradores, Aurora avalia

Brasil começa a receber milho argentino; BRF e JBS são compradores, Aurora avalia

09/06 - 18:13 - As primeiras cargas de milho argentino importado por empresas brasileiras como BRF e JBS começaram a desembarcar no país, que agora busca o cereal no vizinho para lidar com a quebra de safra nacional, preços em níveis recordes localmente e alta demanda da indústria de carnes.

Um carregamento de cerca de 35 mil toneladas foi desembarcado ao final de maio, no porto de Paranaguá (PR), e um segundo de aproximadamente 30 mil toneladas chegou a Rio Grande (RS) no meio da semana passada, e outros quatro navios com o cereal do país vizinho devem aportar ainda este mês, conforme dados da agência marítima Cargonave, que incluem também o terminal catarinense de Imbituba com destino.

“Já chegaram navios, foram descarregados. Tem importação de trigo, não só de milho, para ração”, disse à Reuters Ricardo Santin, presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), comentando sobre as alternativas das companhias produtoras de carnes suína e de frango, cujos custos estão crescentes devido ao preço das matérias-primas para alimentação.

A gigante do setor de carnes JBS está recebendo um navio com 30 mil toneladas de milho argentino, no porto de Imbituba (SC), conforme nota à Reuters, após ser questionada.

“A JBS está sempre atenta às oportunidades e alternativas para manter seu fornecimento de matérias-primas de maneira competitiva”, afirmou.

Já a BRF, maior exportadora global de carne de frango, confirmou à Reuters a importação de milho argentino, mas preferiu não dar detalhes.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino