Coronavirus  ●  Estados Unidos  ●  Islas Malvinas  ●  Mercosur  ●  Mercosur-UE  ●  Venezuela

Bolsonaro viaja para Miami no final da semana e tentará encontro com Trump

Bolsonaro viaja para Miami no final da semana e tentará encontro com Trump

19:46 - Agenda do presidente conta com reuniões com empresários e visita a uma fábrica da Embraer na região de JacksonVille

O presidente Jair Bolsonaro  embarcará para Miami, na Flórida, no próximo dia 7 de março. A previsão é de que ele retorne da viagem no dia 10. A agenda conta com reuniões com empresários e visita a uma fábrica da Embraer na região de JacksonVille. Essa será  a terceira viagem do presidente ao país desde o início do mandato.

Segundo o porta-voz da República, Otávio Rêgo Barros, há a possibilidade de um encontro não protocolar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já que o líder americano passará o fim de semana em seu resort de Mar-a-Lago, em Palm Beach. A confirmação do encontro poderá ocorrer amanhã (6). Rêgo Barros destacou que os EUA permanecem como o principal destino das exportações brasileiras de manufaturados. “Essa visita servirá para reforçar os vínculos com um dos principais estados americanos que abriga uma comunidade de cerca de 400 mil brasileiros e mantém comercio de mais de U$ 20 bilhões com o país. O Brasil, por sua vez, é o maior importador de produtos da Flórida e o terceiro maior exportador, destacando ainda a importância daquele estado como destino turístico para brasileiros, sendo, atualmente, o terceiro país que mais envia viajantes para lá.”, ressaltou.

Compõe a comitiva presidencial os ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia; e os generais Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, e Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

A previsão é de que Bolsonaro visite ainda o “U.S. Southern Command” (sede de comando), visite o Miami College, onde receberá o cumprimento de pastores e representantes da Yes Brasil e poderá se encontrar com a comunidade brasileira. Haverá ainda encontros  com políticos como o senador Marco Antonio Rubio e o prefeito Francis Suarez. 

Outra das metas do presidente na viagem é a possibilidae de trazer uma unidade da montadora de carros elétricos Tesla ao Brasil. A viagem foi um convite do senador republicano Rick Scott.                                                                       

É esperada ainda a assinatura de acordos bilaterais em áreas como tecnologia, investimentos e defesa. No último caso, os governos dos dois países firmarão um tratado pré-formatado, denominado RDT&E (pesquisa, desenvolvimento, testes e avaliação, na sigla em inglês), fundamental para a cooperação bilateral na área.

O ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores), afirmou também nesta quinta-feira (5) que o Brasil está em fase final de negociação de um acordo militar com os Estados Unidos da América. “[O acordo] nos abriria a possibilidade de participar de fundos de investimento, nessa parte de tecnologia militar, muito vultosos, que chegam a US$ 100 bilhões”.

No final da tarde, na chegada ao Alvorada, após reunião com empresários da FIESP em São Paulo, Bolsonaro também não quis bater o martelo sobre o encontro com Trump: “Vamos supor que eu esteja marcando de falar com o Trump, vai que amanhã o Trump tem uma agenda e fala: “Não dá mais porque estou indo ir para Marte, vocês vão dizer que o Trump ignorou. Sem conversa”, concluiu.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino