Bolsonaro anuncia ajuda a libaneses e convida Temer a chefiar missão

Bolsonaro anuncia ajuda a libaneses e convida Temer a chefiar missão

`Convidei como meu enviado especial e chefe dessa missão o senhor Michel Temer, filho de libaneses e expresidente do Brasil`, declarou Bolsonaro.

O presidente Jaír Bolsonaro {sem partido) afirmou neste domingo {9) que um avião da FAB {Força Aérea Bra sileira) comajuda humanitária pai a o Líbano deve partir nos próximos dias e que con vi dou o ex-presidente Michel Temer para chefiar uma missãobrasileirade ajuda ao país, cuja capita], Beirute, foi parcialmente destruídapor uma forte explosão na terça {4). A explosão na zona portuária da cidade matou ao menos 158 pessoas e feriu cerca de 6.000, numa tragédia que desatou uma onda de revolta e protestos no Líbano. Mais de 21 pessoas continuam desaparecidas, enquanto a esperança de encontrar sobreviventes diminui.

Além disso, há milhare s de desabriga do s. `Nesse momento difícil, o Brasil não foge a sua responsabilidade`, afirmou Bolsonaro, que transmitiu nas redes sociais uma conferência de chefes de Estado para coordenar o auxílio internacional ao Líbano. Ele revelou o convite feito a Temer ao listai- aos participantes da videoconferência a ajuda que seria disponíbilizadapelo governo brasileiro. `Convidei como meu enviado especial e chefe dessa missão o senhor Michel Temer, filho de libaneses e expresidente do Brasil`, declarou Bolsonaro. Em nota, Temer se disse honrado com o convite. `Quando o ato for publicado no Diário Oficial serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa`, afirmou o ex-presidente. Temer, porém, ainda precisará de autorização judicial antes de sair do Brasil. A in formação foi confirmada pelo advogado dele, Eduardo Carnelós, segundo o q uai o pedido para que a viagem seja realizada já está pronto para ser entregue à Justiça.

O ex-presidente ê alvo de sete processos que tramitam no Rio, Distrito Federal e em SãoPauloe chegou aserpreso preventivamente pela operação Lava Jato fluminense em março de 2019. Por duasvezes, no ano passado, precisou recorrer a juizes de segunda instância para fazer viagens internacionais. Are união de governantes foi organizada pela ONU {Organização das Nações Unidas) e pelo presidente da França, Emmanuel Macron, que tem liderado os esforços internacionais de socorro ao Líbano. Bolsonaro afirmou que o Brasil é lar da maior diáspora libanesa do mundo com ia milhões de brasileiros com origens naquele país e detalhou a ajuda que será enviada pelo governo. De acordo com ele, o avião militar que deve partir nos próximos dias levará medicamentos e insumosbásicos de saúde que estão sendo reunidos pela comunidade de ori gem libanesa no Brasil.

Na semana passada, ao li gar para o embaixador do Líbano no Brasil, JosephSayah, Bolsonaro informou ao diplomata que a aeronave tem capacidade para transportar de 20 a 22 toneladas. O Brasil enviará ainda, segundo disse Bolsonaro neste domingo, 4.000 toneladas de arroz por via marítima, com o objetivo deatenuara perda de estoques de cereais ocasionada pela explosão no porto de Beirute. `Estamos acertando com o governo libanês o envio de uma equipe técnica multidisciplinar para colaborar na realização da perícia da explosão`, afirmou. `Tudo o que afeta ao Líbano nos afeta como se fosse nosso próprio lar e a nossa própria pátria`, disse Bolsonaro. Convidei como meu enviado especial e chefe dessa missão o sr Michel Temer, filho de libaneses e expresidente do Brasil Jair Bolsonaro

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino