Argentina lança primeiras carteiras de identidade não binárias da América Latina

Argentina lança primeiras carteiras de identidade não binárias da América Latina

19:20 - Pessoas poderão usar "x" em seu documento nacional ou passaporte no campo correspondente ao gênero

A Argentina lançou nesta quarta-feira carteiras de identidade para cidadãos não binários, que não se identificam como homem nem como mulher‍. As pessoas poderão usar "x" em seu principal documento nacional ou passaporte no campo correspondente a gênero.

O país sul-americano é o primeiro da região a permitir isso por meio de decreto, segundo o governo de centro-esquerda. Países como Nova Zelândia, Canadá e Austrália também já dão esse direito.

“Existem outras identidades além da de homem e mulher, e elas devem ser respeitadas”, disse o presidente Alberto Fernández na apresentação do novo documento, acrescentando que existem “mil maneiras de amar, ser amado e ser feliz”.

O uso do "x" já foi aceito pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) e inclui pessoas que se identificam fora das definições tradicionais de gênero.

Fernández, juntamente com o Ministro do Interior, Eduardo de Pedro, e a Ministra da Mulher, Gênero e Diversidade, Elizabeth Gómez Alcorta, entregaram as três primeiras carteiras de identidade no novo formato "x".

O líder peronista tem defendido reformas sociais progressistas, aprovando leis para legalizar o aborto no ano passado e defendendo publicamente seu filho, Estanislao Fernandez, estudante de design e famosa drag queen.

"O ideal será quando todos nós formos quem somos e ninguém se importar com o gênero das pessoas", acrescentou Fernandez. “Este é um passo que estamos dando e espero que um dia cheguemos a um ponto em que as carteiras de identidade não digam se alguém é homem, mulher ou outra coisa.”

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino