Argentina espera queda de 6,5% do PIB anual

Argentina espera queda de 6,5% do PIB anual

A economia argentina deve encolher 6,5% neste ano, o pior resultado desde 2002, segundo previsão divulgada ontem pelo Ministério da Economia do país. Além disso, o governo federal estima um déficit fiscal de 3,1%do PIB.

Se confirmada, a contração do PIB deste ano seria bem mais intensa do que a queda de 4,3% esperada pelo mercado, segundo a pesquisa do Banco Central argentino.

A divulgação dos dados revisados ocorre em meio a uma dura negociação para a reestruturação de USS 65 bilhões da dívida externa aigentina. Nesta semana, os credores privados rejeitaram a oferta do país, que prevê um grande alívio na dívida e vence nesta sexta-feira. Em entrevista ao `Financial Times`, o ministro da Economia, Martin Guzmán, sugeriu que a Argentina estaria disposta a considerar o defaul t da dívida de USS 65 bilhões na ausência de um acordo satisfatório.

Todo caminho está associado a uma escolha`, afirmou Guzmán sobre se um default seria um preço alto demais para a Argentina.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino