Argentina e Brasil ratificam aliança para produção sustentável de alimentos

Argentina e Brasil ratificam aliança para produção sustentável de alimentos

17:22 - Ministérios da Agricultura dos dois países divulgaram nota conjunta após encontro nesta terça em Brasília.

Os ministérios da Agricultura de Brasil e Argentina ratificaram nesta terça-feira a aliança dos dois países para se consolidarem como fornecedores globais de alimentos seguros e produzidos de forma sustentável. O compromisso foi informado em nota conjunta divulgada pelos dois ministérios durante a tarde.

O texto ressalta a concordância em avançar no debate sobre pagamentos por serviços ecossistêmicos e cita a intenção de implementação de um programa-piloto conjunto de promoção comercial.

Durante a reunião realizada hoje em Brasília, os ministros Tereza Cristina e Luis Basterra "destacaram os avanços muito importantes na agenda bilateral de acesso a mercados, cumprindo os objetivos traçados no início de 2020, baseados na confiança e seriedade do trabalho dos serviços sanitários dos dois países", diz a nota.

O trabalho resultou na solução de 49 das 54 questões identificadas no início de 2020, como "questões históricas", cita a nota, como pet food e camarão. Os ministros, ainda de acordo com o comunicado, reiteraram a importância do trabalho conjunto pela adoção de medidas sanitárias e fitossanitárias com base científica, "destacando o trabalho da AG5, bem como a vocação para cooperar em questões estratégicas como
agroecologia, bioinsumos, bem-estar animal e implementação de um programa piloto de promoção comercial conjunta".

Tereza Cristina e Luis Basterra chegaram a acordo sobre as principais linhas de trabalho para 2021, em especial a articulação e coordenação dos controles de fronteira.

A nota explica que os ministros concordaram sobre "a importância de fortalecer os trabalhos sobre agricultura no Mercosul e no Conselho Agropecuário do Sul (CAS)" e que reconheceram os desafios comuns que Brasil e Argentina enfrentam para continuar consolidando a região como fornecedora de alimentos confiáveis, seguros e inócuos para o mundo.

"Os ministros reiteraram a importância do desenvolvimento sustentável, respeitando seus três pilares, ambiental, econômico e social, em pé de igualdade, assim como uma transição justa para esse desenvolvimento", continua o texto. "Concordaram sobre a importância de coordenar ações, agregando outros países da região com visões convergentes, especialmente com vistas à Cúpula de Sistemas Alimentares das Nações Unidas, em setembro de 2021".

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino