AGNU  ●  Coronavirus  ●  Islas Malvinas  ●  Mercosur  ●  Mercosur-UE  ●  Venezuela

Araújo quer ´desfazer preocupações infundadas´

Araújo quer ´desfazer preocupações infundadas´

Em Washington, chanceler revela planos de trazer parlamentares americanos ao Brasil após críticas a posições anunciadas pelo governo Bolsonaro; embaixada em Israel e relação com Caracas também foram discutidas

WASHINGTON

0 ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou ontem que pensa em organizar uma viagem de parlamentares americanos ao Brasil. A afirmação foi feita após reunião do chanceler com o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados dos EUA, Eliot Engel, e com o presidente da Subcomissão de Hemisfério Ocidental da comissão, deputado Albio Sires, ambos do Partido Democrata. A Comissão de Relações Exteriores havia aprovado no início do mês um pedido para que o secretário de Estado, Mike Pompeo, condenasse algumas das ações do novo governo brasileiro na área de direitos humanos. A época, Engel afirmou que as decisões e posições anunciadas pelo governo prejudicavam a comunidade LGBT +, grupos indígenas eafrobrasileiros.

O ministro afirmou que, numa eventual viagem dos parlamentares ao país, seria possível `conversarmos mais sobre o Brasil, sobre as preocupações que eventualmente eles tenham que a gente sabe que são infundadas`. O encontro também serviria como um meio de promover mais contato entre os parlamentares americanos e brasileiros. Araújo, no entanto, afirmou que o pedido a Pompeo não foi tema da reunião. O principal assunto, segundo ele, foi a questão da Venezuela e a `agenda de promoção da democracia no hemisfério, que é algo que temos evidentemente em comum com eles`. Segundo o ministro, os deputados têm muito interesse na situação venezuelana.

-E uma preocupação muito semelhante à nossa, um interesse muito semelhante em contribuir para a transição democrática na Venezuela completou.

AJUDA À VENEZUELA
Araújo afirmou, ainda, que a mudança da embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém é algo que o governo está `estudando no Brasil` e que, nesse processo, `é importante conhecer a opinião de países relevantes na região, como a Turquia`. A afirmação foi feita após reunião com o chanceler da Turquia, Mevlut Cavusoglu, em Washington. Pouco antes da posse presidencial, o premier de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o governo brasileiro confirmara a mudança. Porém, na semana passada, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que, neste momento, o governo não está pensando em mudar a embaixada.

Araújo se reuniu também com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro. Durante a reunião, o principal tema foi a Venezuela. O ministro afirmou ter debatido com Almagro a situação do país e `como fazer para continuar apoiando o governo interino do Juan Guaidó, como fazer para levar adiante a questão da ajuda humanitária`. Sobre a possibilidade de o Brasil contribuir com o estabelecimento de um canal humanitário, Araújo afirmou que a logística necessária para isso é algo que está sendo trabalhado com outros ministérios, mas que `é importante conhecer a opinião da OEA a esse respeito também`, jáque, segundo ele, há `muitas maneiras` de atuação nesse sentido.

O ministro também comentou a nomeação de Maria Teresa Belandria, para o cargo de representante no Brasil designada pelo autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó. Segundo ele, há expectativa com a chegada da representante ao Brasil para que o contato possa ser mais direto e freqüente e também para `saber mais diretamente qual é a visão do governo do presidente Juan Guaidó sobre a situação`.

Segundo Araújo, Belandria relatou novas informações ao governo sobre a crise venezuelana, sobretudo com relação a temas ambientais. Arepresentante teria reportado `destruição ambiental` promovidapor Maduro na floresta amazônica, que, de acordo com ele, `é uma dimensão a mais das duras barbaridades que são cometidas por esse regime`.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino