Após ataques à Argentina, Bolsonaro diz a embaixador que só há rivalidade no futebol

Após ataques à Argentina, Bolsonaro diz a embaixador que só há rivalidade no futebol

21:02 - Presidente tem citado o país vizinho como exemplo de perigo da volta da esquerda ao poder

Dias após fazer ataques ao governo argentino, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu com o embaixador do país vizinho no Brasil, Daniel Scioli, e disse que a rivalidade só existe no futebol.

"Torcemos muito pela Argentina. Conte com a nossa boa vontade. Rivalidade apenas no futebol", disse Bolsonaro nesta terça-feira (10). Ele participou de celebração do primeiro ano de Scioli como representante do governo de Alberto Fernández no Brasil.

Bolsonaro tem citado a Argentina em discursos sobre suposto perigo da volta da esquerda ao poder. No último dia 2, o mandatário afirmou que a elite argentina está deixando o país. "Daqui a pouco sai a classe média e depois os pobres, como na Venezuela", afirmou.

O encontro com Scioli não estava registrado na agenda de Bolsonaro e foi divulgado pelo embaixador, nas redes sociais. Em vídeo, o diplomata agradeceu pelo apoio do governo brasileiro em negociações como a com o FMI (Fundo Monetário Internacional).

Na mesma gravação, o presidente brasileiro fala em "fazer de tudo para que as crises sejam superadas". "O que mais interessa hoje: parabéns, felicidades, e nossos cumprimentos ao governo argentino", disse Bolsonaro a Scioli.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino