Aos 62 anos, presidente da Argentina será pai pela segunda vez

Aos 62 anos, presidente da Argentina será pai pela segunda vez

Filho mais velho de Alberto Fernández, Tani, tem 27 anos, é drag queen e foi alvo de ataques de Eduardo Bolsonaro

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, de 62 anos, será pai pela segunda vez, anunciou o governo nesta quinta-feira ao informar que a primeira-dama, Fabiola Yañez, de 40 anos, está na décima semana de gravidez. Eles estão casados desde 2014.

O estado de saúde de Yañez "é bom e está sob estrito controle médico", afirma o comunicado da Unidade Médica Presidencial, que se encarregará de fazer relatórios sobre a gravidez.

O presidente argentino já é pai de Tani Fernández Luchetti, de 27 anos, que em agosto mudou oficialmente de nome e recebeu um novo registro nacional de idade não binário, habilitado na Argentina desde julho por decreto presidencial.

Tani é conhecido também como Dyhzy, uma drag queen que faz sucesso com sua "montação" no Instagram, onde tem 436 mil seguidores.

Em outubro de 2019, logo após a vitória da chapa formada por Fernández e Cristina Kirchner na Argentina, Tani — que ainda respondia por Estanislao, seu nome de nascença —foi alvo de ofensas do deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente brasileiro. Numa rede social, Eduardo publicou uma foto de Tani produzido como drag queen e, ao lado, uma foto sua segurando uma arma. A mensagem dizia: "Filho do presidente da Argentina/ Filho do presidente do Brasil. Obs: Isso não é um meme".

Um dia depois, Tani respondeu em português: "Irmãos brasileiros, estamos juntos nessa luta. Os amo". Logo depois, postou outra mensagem: "Muita gente do Brasil começou a me seguir, então quero dizer à comunidade LGBTTTIQQA+ mais 'aliades' (usando linguagem inclusiva) do Brasil que estamos juntos nesta luta. Lembrem-se de que o amor sempre vence o ódio e entre nós temos que cuidarmo-nos sempre".

O presidente Fernández saiu em defesa de seu filho mais velho e o elogiou publicamente em diversas ocasiões.

— Nesse mundo, que não conheço muito, ele é muito respeitado e reconhecido. Tenho orgulho do meu filho. Como não vou ter orgulho? Meu filho é um militante dos direitos dessa comunidade. Me preocuparia se meu filho fosse delinquente, mas é um grande homem — declarou Alberto Fernández em entrevista à Radio con Vos, em 2019, após vitória nas primárias.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino