Anvisa afirma que isolamento de cinco dias adotado por Bolsonaro está previsto em protocolo

Anvisa afirma que isolamento de cinco dias adotado por Bolsonaro está previsto em protocolo

20:08 - Agência recomendou 14 dias de isolamento, mas regra prevê que haja flexibilização em caso de teste negativo após período menor

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou nesta quarta-feira que o isolamento de cinco dias que será adotado pelo presidente Jair Bolsonaro e outros membros da comitiva que foi ao Estados Unidos está de acordo com as normas sanitárias.

A Anvisa explicou que embora tenha recomendado isolamento de 14 dias, a nota técnica que institui as regras sobre o tema no país prevê que possa ser realizado um exame RT-PCR após cinco dias de contato com caso confirmado e, se houver resultado negativo, o isolamento poderá ser dispensado mediante atestado médico.As orientações estão previstas no Guia de Vigilância Epidemiológica para Covid-19 feito pelo Ministério da Saúde.

" Nesse sentido, de acordo com a recomendação previamente enviada pela Anvisa quanto à nova testagem em solo brasileiro, ressalta-se que o guia do Ministério da Saúde disciplina que, dentre as estratégias de isolamento e monitoramento de contatos, é possível a realização de exame laboratorial para detecção do vírus SARS-CoV-2 no período mínimo de cinco dias após o último encontro com o caso suspeito e/ou confirmado de Covid-19. Tal recomendação se deve ao fato de que, em geral, a maior parte da população tem período de incubação viral médio de cinco a seis dias", explicou a agência em nota.

Na manhã desta quarta-feira, representantes da Anvisa participaram de uma reunião no Palácio do Planalto para explicar sobre as recomendações da agência. Na ocasião foi mencionado que a Anvisa utilizava o guia como diretriz. Depois, o Planalto enviou um ofício à agência para questionar se as medidas definidas para a quarentena do presidente estariam de acordo com as normas sanitárias.

Em pronunciamento no Palácio do Planalto, o secretário de Comunicação da Presidência da Repúbica, André Costa, anunciou que o presidente Jair Bolsonaro está assintomático e seguirá em isolamento no Palácio da Alvorada por até cinco dias, quando fará um novo teste. O anúncio gerou questionamento a respeito do cumprimento das normas sanitárias, uma vez que a Anvisa havia recomendado isolamento de 14 dias.

Na noite desta quarta-feira, no entanto, a Agência confirmou que a medida respeita as regras, mas destacou que ainda que os testes deem negativo, os contactantes devem ser monitorados por 14 dias. A agência destaca ainda que mesmo dispensados do isolamento todos devem seguir medidas como uso de máscaras e higiene das mãos.

"Portanto, a partir do Guia anteriormente mencionado, infere-se que há a possibilidade de encerramento antecipado do isolamento de contactantes assintomáticos, mediante resultado negativo de teste para Covid-19 realizado entre o 5° e 6° dia do último contato com o caso confirmado. Porém, cabe ressaltar que, mesmo com o encerramento do isolamento, o monitoramento deve ser mantido até o 14° dia pelas autoridades locais de saúde", diz o comunicado.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino