Alberto Fernández diz que “ninguém é mais forte que Lula” e gostaria que ele fosse o presidente do Brasil. Video.

Alberto Fernández diz que “ninguém é mais forte que Lula” e gostaria que ele fosse o presidente do Brasil. Video.

20:12 - "Tantas vezes te golpearam e tantas vezes você levantou. Estou feliz de te ver de pé, Lula", disse o presidente da Argentina. Video

Em sua fala durante o debate realizado pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires (FSOC/UBA) sobre a América Latina pós-pandemia, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, exaltou o ex-presidente Lula – que também participou da conversa – e criticou o modelo capitalista.

“Não deve haver ninguém mais tenaz que você, ninguém mais forte que você, Lula. Tantas vezes te golpearam e tantas vezes você levantou. Estou feliz de te ver de pé. Outra vez lutando pelo que sempre acreditou. Lula, te espero na Argentina para um churrasco”, declarou o presidente argentino.

Fernández criticou o uso do aparato judicial para promover perseguições políticas e disse que esse é um debate que deve ser encarado na América Latina. “Não é tapar a corrupção, queremos que haja Justiça no nosso continente. E queremos que não se use a Justiça para perseguir opositores”, afirmou Fernández, que é professor de Direito na UBA.

O presidente argentino ainda afirmou que gostaria que Lula fosse o presidente do Brasil. “Tenho que admitir, querido Lula, que você não sabe o quanto nós sentimos falta de que não seja você o presidente do Brasil. Outras seriam as possibilidades que poderíamos trabalhar no continente. Mas isso também vai passar. O povo da América Latina vai voltar a se colocar de pé e a construir a Pátria Grande”, disse.

Fernández ainda criticou o sistema capitalismo e afirmou que é preciso repensar. “O que estamos vendo é que esse capitalismo financeiro que tantas vezes nos falaram construiu um castelo de cartas que um vírus derrubou com muita facilidade. A pandemia revelou que o capitalismo como o conhecemos não pode continuar a existir, é profundamente desigual, deixa milhões de pessoas à margem da sociedade”, afirmou.

www.prensa.cancilleria.gob.ar es un sitio web oficial del Gobierno Argentino